Participação popular e busca da igualdade são prioridades para o PSB em Gravataí 

10/02/2017 (Atualizado em 10/02/2017 | 18:03)

Anabel é candidata à prefeita pelo PSB
Anabel é candidata à prefeita pelo PSB

 

Gravataí é a terceira economia do Estado, mas essa pujança não é devolvida à população através dos serviços públicos. Corrigir esse desequilíbrio é o foco da candidatura de Anabel Lorenzi (PSB) à prefeitura nas eleições suplementares do próximo dia 12 de março. A coligação ‘Unidos para mudar’ também defende uma gestão guiada pela participação popular, com ações como a ‘Prefeitura nos Bairros’ e a busca pela igualdade e o combate às discriminações. A qualificação dos serviços públicos, sobretudo nas áreas da saúde, segurança, infraestrutura e educação, são pontos altos do Plano de Governo. “Trabalharemos para a população que mais precisa do poder público. O nosso projeto busca uma Gravataí que cuide das pessoas, de fato, e que tenha canais de diálogo e que avance na participação da comunidade”, adiantou Anabel. 

A socialista também lembrou que o Plano de Governo defendido pela coligação foi construído com base em plenárias realizadas em diferentes pontos do município para consultar à comunidade. “A população teve participação fundamental na apresentação de ideias e sugestões para mudar a cidade. Esta construção coletiva já é um indicativo do trabalho que queremos implementar na prefeitura”, disse ela, que já foi Presidente da Câmara de Vereadores e concorreu à prefeitura em 2012 e em 2016. “Estamos prontos para o desafio de devolver Gravataí para as pessoas. Temos história, propostas e o Plano de Governo mais completo da cidade”, refletiu. 

Ampliar a oferta de serviços de especialidades médicas, bem como de cirurgias de baixa e média complexidade, investir nos programas de saúde da mulher, do homem, dos idosos, das crianças e adolescentes e oportunizar a marcação de consultas pelo teleagendamento estão entre as estratégias em busca da eficiência na saúde. “Investiremos nas ferramentas e tecnologias para otimizar processos, racionalizar custos e viabilizar um atendimento rápido e de qualidade à população”, completou, defendendo também a ampliação no número de Unidades de Estratégia da Família (ESF).

Para combater a violência e a criminalidade, a candidatura prevê a ampliação e o fortalecimento do policiamento comunitário, a reativação do sistema de câmeras de vigilância e a recomposição do quadro de servidores da segurança e do trânsito. Estas são algumas propostas que integram o planejamento em busca da cultura da paz. “Os últimos dados oficiais apontam Gravataí como um dos municípios mais violentos do RS. Quando o Estado não consegue fornecer estrutura suficiente para dar segurança à população, o município deve tomar para si a complementaridade desta função”, pontuou, destacando também a ronda comunitária com a Brigada Militar e a criação de Conselhos Comunitários de Segurança como outras prioridades.

Para potencializar a infraestrutura, Anabel elencou os investimentos em saneamento básico através de ações como a ampliação da rede de saneamento e a criação de mecanismos para a redução dos pontos de alagamento e enchentes, além de adiantar que a gestão investirá na pavimentação das vias. “Ampliaremos a usina de asfalto do município e buscaremos alternativas de pavimentação com atenção à preservação ambiental”, sinalizou, defendendo também as parcerias para a conservação das praças públicas e o investimento na acessibilidade dos passeios para deficientes físicos e auditivos. 

Professora da rede municipal desde 1990, a socialista elencou a construção de creches com atendimentos no período noturno, a ampliação das vagas na educação infantil, a implantação gradativa do Turno Integral e a elaboração de projeto político-pedagógico com a comunidade escolar, como prioridades na gestão educacional. “Buscaremos efetivar a Lei que garante a inclusão dos estudantes com deficiência, viabilizando a presença de profissional de apoio escolar, além de investirmos na adequação dos espaços físicos, garantindo acessibilidade universal”, disse. Anabel defendeu também a valorização e a qualificação dos docentes e gestores e a manutenção e reformas permanentes de nossas instituições de ensino.

A coligação ‘Unidos para mudar’ é composta por PSB, PSD - partido do candidato a vice-prefeito, Dilamar Soares (vereador reeleito) -, PCdoB, PPL, PTdoB, PHS, PSDC, PRTB e PSC. 

O Plano de Governo liderado pelos socialistas foi formulado com base em cinco eixos de atuação, sendo eles: 

a) Organizando a cidade: que inclui planejamento urbano, transporte e mobilidade; habitação e regularização fundiária e gestão de resíduos sólidos; 

b) Qualificando os Serviços: Educação; Saúde; Segurança; Assistência social; Esportes e lazer; proteção e defesa animal;

c) Garantindo direitos: Mulheres; população idosa; infância e juventude; pessoas com deficiência; promoção da igualdade racial; combate ao preconceito e discriminação;

d) Multiplicando as oportunidades: Economia e educação profissionalizante, turismo; inovação e tecnologia; valorização da zona rural;

e) Profissionalizando a gestão: Recursos humanos e patrimônio e patrimônio público; espaços de participação popular.

 

Foto: Saul Teixeira - divulgação PSB/RS

Fonte: Saul Teixeira - Ascom PSB/RS

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER