Maio amarelo: você pode salvar vidas

24/05/2021 (Atualizado em 24/05/2021 | 09:59)

Foto: Elaine Martins
Foto: Elaine Martins

Quem de nós em algum momento da infância não se imaginou salvando vidas como um super-herói? Brincadeiras de criança, sonhos ou imaginação que vamos deixando de lado à medida que crescemos. Mas se a principal função de um super-herói é proteger a vida, talvez ainda possamos realizar este sonho e de diversas maneiras. Mas hoje, em especial, meu convite é para salvarmos as vidas que estão sendo perdidas para uma guerra que, muitas vezes, nem nos damos conta de estarmos vivenciando: a guerra no trânsito.

Vencer esta luta, seja através do exemplo e do respeito às leis, seja cobrando melhorias na legislação e na fiscalização, está em nossas mãos e deve ser uma obrigação de todos. Não podemos mais aceitar a violência no trânsito. O Brasil está entre os dez primeiros países com maior número de mortes causadas por acidentes nas ruas, estradas e rodovias. Seguimos registrando uma média anual de 30 mil óbitos causados por acidentes.


Em 2020, encerramos a Década de Ação pela Segurança no Trânsito, proposta pela Organização Nações Unidas (ONU) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sem cumprir as metas de reduzir pela metade o número total de mortes no trânsito. Por isso, em fevereiro de 2020, foi lançada uma 2ª Década de Ação, com o mesmo objetivo anterior. Um chamamento que precisa ser atendido com o empenho de todos. Neste sentido, apresentei um Projeto de Lei que institui o Plano Estadual de Redução de Mortes e Acidentes no Trânsito, que também tem como meta reduzir pela metade o índice de mortes em relação à população e ao número de veículos de cada localidade.


Estamos no Maio Amarelo, mês dedicado a chamar atenção para o assunto, que traz um tema muito oportuno para este ano - Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito. Como presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro na ALRS te convido a usar estes super-poderes por um trânsito mais seguro. Que tenhamos empatia e respeito pelo outro e que sejamos responsáveis com a nossa vida e com as demais no trânsito e em todas as outras situações também. Você pode ser o super-herói que sempre quis, sendo responsável por suas atitudes no trânsito!
]Por: Franciane BayerDeputada estadual PSB RS

Fonte:

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER