Governo do RS ganha reforço de 85 técnicos para as áreas da Arquitetura e Engenharia

04/06/2021 (Atualizado em 07/06/2021 | 14:28)

O governo do Estado terá o reforço de 85 técnicos das áreas de arquitetura e engenharia para a Secretaria de Obras e Habitação (SOP) a partir deste mês de junho. A seleção ocorreu por meio de processo seletivo simplificado, organizado pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG) e atende à Lei Estadual 15.578, de 30 de dezembro de 2020, que autoriza o Poder Executivo a contratar, de forma emergencial e por período determinado, profissionais para essas áreas. O resultado final foi divulgado no Diário Oficial do Estado em 13 de maio.

Os novos contratados atuarão na sede da SOP, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), em Porto Alegre, ou nas 28 coordenadorias regionais de obras públicas, responsáveis por um conjunto de municípios. São 34 analistas engenheiros (Engenharia Civil); dois analistas ambientais (Engenharia Agronômica); 21 analistas engenheiros (Engenharia Elétrica); um analista ambiental (Engenharia Florestal); três analistas engenheiros (Engenharia Mecânica); cinco analistas engenheiros (Engenharia de Agrimensura); 12 arquitetos; três analistas ambientais (Geologia); um biólogo; um assistente social e dois contadores.

“Esses novos profissionais serão essenciais para qualificar a prestação do serviço público, ampliando a nossa já qualificada estrutura técnica, que busca atender a população com agilidade”, destaca o secretário de Obras e Habitação, José Stédile. As contratações terão prazo de 12 meses, a contar da data de admissão, podendo ser prorrogadas por igual período. “Trabalhamos em conjunto com os técnicos da SOP, buscando facilitar e orientar o trabalho. Ações como essas fortalecem a política de gestão estratégica de pessoas no Estado e vão ao encontro do que o nosso Governo precisa fazer, que é melhorar a vida dos cidadãos em todos os aspectos”, afirmou o secretário da SPGG, Claudio Gastal.

A arquiteta e diretora de Obras Públicas Caroline Rigon Benedetti, que também foi presidente da comissão gestora do processo seletivo, ressalta o trabalho realizado pela antecessora, arquiteta Roberta Campani, que segundo ela foi fundamental para o sucesso da iniciativa. “Daremos andamento ao excelente serviço prestado. Para os planos de trabalho, buscaremos aproveitar ao máximo as potencialidades dos profissionais”.


Fonte: Texto: Bianca Garrido/Ascom SPGG e Saul Teixeira/Ascom SOP

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER