Deputada Franciane conhece, em Recife, experiência digital que pode ser adotada no RS

28/06/2019 (Atualizado em 28/06/2019 | 14:28)

No segundo dia de agendas em Recife para conhecer o sistema de transporte da Região Metropolitana, a deputada estadual Franciane Bayer visitou, quinta-feira (27), o Porto Digital, considerado um dos maiores parques tecnológicos do Brasil. Ela e outros parlamentares estão na capital pernambucana para representar a Comissão Especial de Integração do Transporte Metropolitano, que busca experiências de sucesso para subsidiar os trabalhos do órgão, cujo principal objetivo é apontar caminhos e alternativas para integração dos modais e mobilidade urbana. O documento, após aprovado, será entregue ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.
Após conhecerem como se dá gestão do Porto, que atualmente abriga mais de 300 empresas, órgãos de governo e cerca de 9 mil trabalhadores, os deputados conheceram os portfólios de três empresas: Nina, Serttel e Cittati. A primeira explanação foi do aplicativo Nina, desenvolvido para ajudar mulheres a denunciarem assédio nos ônibus. Já a Serttel oferece soluções tecnológicas para mobilidade. Entre os serviços oferecidos estão os semáforos inteligentes, a gestão de áreas azuis e as bicicletas compartilhadas. Por fim, os deputados conhecerem o trabalho de soluções para gestão e controle de frotas desenvolvido pela Cittati.
Ainda durante a visita, Franciane Bayer ouviu relato do assessor técnico do secretário local de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Pedro Guedes, sobre a parceria entre a Prefeitura e o Porto para recuperação da área onde ele está instalado. A região, antes degradada e de pouca importância para a economia local, vem sendo requalificada de forma acelerada em termos urbanísticos, imobiliários e de recuperação do patrimônio histórico edificado desde a fundação do parque, em 2000. Já foram restaurados mais de 84 mil metros quadrados de imóveis históricos em toda a extensão territorial do parque tecnológico.
Para a deputada Franciane, relatora da Comissão Especial, o conhecimento adquirido durante as agendas será de grande valor para a elaboração do relatório, que deverá ser concluído em agosto. “Saímos daqui carregados de informações para levar ao Rio Grande do Sul, com a certeza de que precisamos avançar no que diz respeito ao transporte público e à mobilidade urbana dos gaúchos”.

Fonte: Fabiana Calçada/PSB

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER