Estado cumpre sua meta com Bird e se credencia a novas operações, informa secretária Leany

A secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão apresentou um balanço dos principais resultados do Programa de Apoio à Retomada do Desenvolvimento do RS (Proredes). Através do contrato de financiamento firmado junto ao Banco Mundial/Bird (Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento), o programa possibilitou investimentos ao longo dos últimos sete anos em diversos setores.
Somente para a área da Educação, o Proredes destinou um total de US$ 284 milhões neste período. Uma das metas pactuadas com o Bird era reduzir em 40% o número de escolas que, no ano de 2012, estavam em situação precária. Foram investidos ao todo US$ 221 milhões, o que possibilitou que mais de duas mil obras fossem concluídas, enquanto outras 340 estão em fase de execução. O Rio Grande do Sul possui pouco mais de 2,5 mil escolas estaduais.
O contrato se encerrava no final de fevereiro e uma das primeiras ações do atual governo foi buscar uma prorrogação do prazo em 90 dias. Na área da educação, a ampliação do período possibilitou concluir 50 reformas na rede escolar via autonomia financeira (recursos repassados diretamente para as instituições). Além disso, 99 escolas receberam o Plano de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCI).
Ao mesmo tempo que conseguiu alcançar a marca de US$ 730 milhões em projetos gerais previstos na operação, o governo do Estado atingiu as metas de desempenho com as quais havia se comprometido com o banco. Estes resultados, além do impacto que produziram em termos de serviços à população, credenciam o Estado a buscar novas operações junto ao Bird quando a situação fiscal permitir, o que será determinante para que finalmente tenhamos uma retomada do crescimento de maneira sustentada”,salientou a secretária estadual de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos.
Os dados foram apresentados no dia 14, na sede da Seplag, no Centro Administrativo Fernando Ferrari, em Porto Alegre.

Fonte: Texto: Pepo Kerschner/Ascom Seplag Edição: Saul Teixeira/ Ascom SOP

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER