Em encontro do Parlasul, deputado Heitor analisa impacto do acordo com União Europeia

A preocupação com os impactos do acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia no setor agropecuário foi o tema principal do debate no encontro do Parlasul, realizado ontem e hoje (15), em Montevidéu. De acordo com o deputado Heitor Schuch , presente no evento, é preciso mensurar os efeitos desse acordo tanto na agricultura familiar quanto no agronegócio, não só nos aspectos positivos, de abertura de mercado mas, de forma especial, nos possíveis prejuízos, como no caso do Rio Grande do Sul, na produção de uva e vinho e na cadeia do leite 

 Na avaliação do parlamentar gaúcho, em primeiro lugar o documento firmado precisa ser detalhado em todos os seus 17 capítulos, esclarecendo as consequências para a agricultura dos países integrantes do bloco de várias expressões ali contidas como “salvaguardas”, “regras de origem”, “direitos de propriedade intelectual”, “indicação geográfica”, “barreiras técnicas” e “fitossanitárias”, “compras governamentais”, “mecanismos de solução de disputas”, “desenvolvimento sustentável” e “princípio da precaução”. “Há muito o que se debater até que a redação final – algo que não ocorrerá antes de pelo menos seis meses, segundo previsões –, possa ser assinada pelas partes”, avaliou.

Fonte: Assessoria/ Deputado Heitor Schuch

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER