Informações apresentadas pelas concessionárias de energia são contestadas por consumidores

24/05/2020 (Atualizado em 24/05/2020 | 17:09)

Após a Comissão de Segurança e Serviços Públicos da ALRS receber na semana passada, por proposição da deputada estadual Franciane Bayer, representantes da CEEE e RGE para tratar dos serviços das concessionárias neste período de coronavírus, matéria veiculada pelo grupo RBS mostrou um cenário diferente do que foi apresentado. “Ficamos surpresos com o que foi relatado na matéria de que consumidores de Santa Maria e Caxias do Sul estariam sendo cobrados com valores altos pela concessionária RGE”, disse ao explicar que este foi um dos questionamentos que fez na reunião. Com o objetivo de permitir que as distribuidoras não precisem enviar funcionários para apurar o consumo, a Aneel liberou, por meio de resolução, a leitura do medidor pelo próprio consumidor, durante a crise da Covid-19. A outra forma de cobrança, se não for realizada a leitura, é feita com base na média dos últimos 12 meses. Tanto a CEEE como a RGE informaram que a leitura vinha sendo realizada e que a média do consumo não era a prática adotada pelas concessionárias, salvo em raras exceções em que os próprios clientes não autorizavam a leitura.

Na matéria veiculada no início da tarde, consumidores da RGE afirmam estarem sendo cobrados com base na média, sem levar em conta o consumo elevado por conta do calor do verão e sem serem informados das alternativas. “Diante desta divergência de informações, já solicitei ao presidente da Comissão, deputado Jeferson Fernandes, que as concessionárias sejam novamente convocadas, juntamente com o Procon, para encontrarem uma solução para o impasse”.

Na oportunidade, também foram apresentados os planos de contingência das companhias, as campanhas de prevenção à doença, bem como o número de famílias atendidas pela tarifa social no estado, sendo 102 mil famílias pela CEEE e 144 mil pela RGE. Apresentaram os balanços o assistente Executivo da CEEE, Gustavo Arend, e o gerente de Relações com o Poder Público da RGE, Fábio Silva.

Fonte: Comunicação/Deputada Franciane Bayer

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER