ARTIGO: Dia da visibilidade trans


O dia da visibilidade Trans é uma data alusiva as lutas, conquistas e paradigmas da população Trans Brasileira. No entanto, também é um dia enlutante por conta dos dados que são divulgados pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais do Brasil (Antra). O Brasil teve 175 assassinatos de pessoas transexuais em 2020, segundo relatório anual da Associação o equivalente a uma morte a cada 2 dias.
Clamamos por justiça pelas mulheres Trans que tiveram suas vidas ceifadas por conta da Transfobia. Visibilizar este assunto, significa dar voz a população Transexual Brasileira, significa refletir sobre as nossas ações cotidianas e sobre o sistema de aparelhos e políticas públicas disponíveis ainda em menor escala a nossa população.
Essa data é um marco político na vida de pessoas trans do país, abrindo o leque para que muitas possam se expressar e se afirmar, ocupando os mais diversos espaços, inclusive na política através dos cargos no executivo e legislativo. 
Felizmente o Supremo Tribunal Federal (STF), tem tentado reparar algumas dessas desigualdades, bem como a criminalização da LGBTfobia equiparando ao crime de racismo, a doação de sangue por pessoas LGBTs, permitindo que pessoas LGBTs (em especial a população Transexual e Travesti) também possam exercer a cidadania e a humanidade ao realizar uma doação de sangue. Contudo, muito ainda precisa ser feito, para que a população LGBT consiga alcançar a igualdade.
A Organização Mundial da Saúde publicou a 11ª edição do CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde), que deixou de incluir o chamado “transtorno de identidade sexual” ou “transtorno de identidade de gênero” no ano de 2018, fazem apenas dois anos acreditem. Precisamos permanecer vigilantes e na luta permanente para garantir uma vida digna a população Transexual Brasileira, e o PSB tem um papel fundamental e um dever histórico e político no protagonismo da nossa luta.

Giovanna Alves

Estudante de Serviço Social, Socialista do PSB de Erechim e Assessora Parlamentar na Câmara Municipal de Erechim.


Fonte:

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER