Socialistas cobram iniciativas para a preservação da água

Foto: Divulgação/PSB na Câmara
Foto: Divulgação/PSB na Câmara

O coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), cobrou maior cuidado e atitudes do Brasil para a preservação da água, um dos recursos naturais que o país mais dispõe, mas que, segundo ele, não se dá o devido valor e cuidado.

Ele participou, nesta quarta-feira (31), da instalação do Grupo de Trabalho sobre Água, Segurança Climática e Gênero que fará parte da estrutura da Frente. O parlamentar, inclusive, foi reconduzido para a coordenação da Frente Parlamentar Ambientalista.

Agostinho lembrou que a maior parte do país não tem saneamento e que metade da população não tem sequer a coleta de esgoto. “Temos grandes extensões de rios pelo Brasil, todos eles mortos, por esgoto, mineração ou hidrelétricas. Temos problemas seríssimos de como a gente cuida dos nossos rios, dos nossos lagos e por conseguinte, do nosso mar”, pontuou.

Para o deputado, é desafio urgente cuidar da água e é preciso criar e utilizar ferramentas inteligentes, como uma nova lei de saneamento, além de regulamentar a lei de pagamento por serviços ambientais, já aprovada no Congresso. “Vamos precisar de novas ferramentas, abusar da criatividade, de controle social e de que as políticas públicas sejam integradas”, disse.

Segundo o líder da Oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), é preciso investir urgentemente na água como direito fundamental e humano. Segundo o parlamentar, é necessário enfrentar o debate sobre conservação florestal e combate ao desmatamento. “Nós sabemos que isso impacta tanto na segurança hídrica, quanto na segurança hidrológica. Tanto no que diz respeito à oferta de água, quanto no tema das inundações e de infraestrutura. Esses debates precisam estar coordenados com o debate sobre o novo modelo de um desenvolvimento verde e justo para o Brasil”, explicou.

De acordo com Molon, a água tem um significado de vida e não de morte. “Falar de água é falar de vida. É tudo que a gente precisa nesse momento, trazer um sinal de esperança, falar de futuro, de sonho, de coisas boas”, comentou.

Além disso, o socialista relembrou que a água está diretamente relacionada ao equilíbrio climático do planeta. “As mudanças climáticas estão diretamente relacionadas às alterações do ciclo da água e vice-versa.”

Fonte: PSB na Câmara

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER