Aprovadas resoluções que estabelecem comissão e cronograma de debates da autorreforma

12/04/2021 (Atualizado em 15/04/2021 | 17:24)

Na reunião deste sábado, o Diretório Nacional aprovou duas resoluções, uma que define a criação de uma Comissão Organizadora da Autorreforma, e outra que estabelece um cronograma para os debates virtuais que serão promovidos pelo PSB em todo o país. Participaram da reunião governadores, prefeitos, parlamentares, secretários dos segmentos sociais e militantes do partido. Numa inovação, que já ocorre desde 2019, a reunião foi aberta a todos os filiados.

A comissão irá acompanhar e organizar os debates e os eventos da autorreforma. Estão previstos oito debates, entre 19 de abril e 26 de julho.  As teses do livro 4 da autorreforma também serão discutidas nos congressos municipais e estaduais, previstos para ocorrerem de 11 julho a 15 de agosto, e de 16 de agosto a 2 de outubro, respectivamente.

A partir de 3 de outubro até 25 de novembro haverá a sistematização das contribuições dos participantes e a finalização dos preparativos para o Congresso Nacional.

O documento aprovado neste sábado afirma que a criatividade, defendida na autorreforma do PSB,  como elemento propulsor da nova economia do conhecimento,  deve também se aplicar à politica nas eleições de 2022, quando os socialistas devem apresentar candidaturas capazes de “inovar a politica e renovar o partido”.

Para isso, vão procurar apresentar candidaturas  identificadas com as novas teses do Partido na luta contra as desigualdades de gênero, raça e religiões. Os candidatos devem ser recrutados em todas as áreas profissionais, cientificas, empresariais e nos movimentos  e redes sociais.

AUTORREFORMA – Após dois anos de um debate democrático, construído de forma totalmente colaborativa e aperfeiçoado a cada etapa, as 577 teses do Caderno 4 estarão sintetizadas no novo programa do PSB que será apresentado para aprovação no Congresso Nacional, previsto para os dias 26, 27 e 28 de novembro de 2021.

O processo de debates do PSB foi iniciado na Conferência Nacional, em novembro de 2019, e propõe soluções concretas e inovadoras para o país nos âmbitos econômico, social, cultural e ambiental, por meio de um Projeto Nacional de Desenvolvimento.

Segundo o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, a iniciativa é uma resposta à necessária renovação dos partidos frente à crise do sistema político e à ausência de propostas para a superação dos graves problemas estruturais no país.

Os cinco eixos temáticos do livro são: Reforma do Estado; Economia: prosperidade, igualdade e sustentabilidade; Desenvolvimento sustentável e economia verde; Políticas sociais e cidades criativas; e Socialismo criativo, democracia e o partido que queremos.

Eles apresentam as teses dos socialistas em torno de temas como revolução criativa na educação, economia criativa como estratégia de desenvolvimento, Amazônia 4.0, ‘empregos verdes’, reforma urbana, não violência ativa como forma de luta pelos direitos, entre outros.

Fonte: PSB Nacional

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER