Ato sindical marca filiação da FETICVERGS à CTB e comemora os 77 anos da Federação

01/06/2021 (Atualizado em 01/06/2021 | 13:54)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

No dia em que completou 77 anos de luta em defesa da classe dos trabalhadores/as na indústria do calçado e vestuário no Rio Grande do Sul, a Feticvergs fez sua filiação à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil RS, em um ato sindical, em maio. A FETICVERGS tem 19 sindicatos filiados, sendo de todas as regiões calçadistas do Estado, representando cerca de 90 mil trabalhadores sapateiros e de vestuário.

O evento aconteceu no Salão Nobre da classe sapateira, coordenado pelo Sindicato dos Sapateiros de Campo Bom e transmitido, através do programa semanal Bandeira da Verdade, nas ondas da Rádio Cinderela e pela página do Facebook do Sindicato dos Sapateiros. 

Compareceram ao Sindicato um número reduzido de lideranças, obedecendo as regras sanitárias deste momento de pandemia, sendo a mesa composta pelo vice-presidente nacional fundador da CTB, Vicente Selistre, também dirigente da SSB Nacional e secretário-geral PSB/RS; pelo presidente estadual da CTB-RS, Guiomar Vidor e pelo presidente da FETICVERGS e presidente do Sindicato dos Sapateiros de Parobé, João Pires. Também, representando a Federação, esteve presente o vice-presidente, João Ricardo Shaab, também presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Calçado e Vestuário de Picada Café e Nova Petrópolis.

O Ato Sindical também contou com a presença do economista Ricardo Franzói, representante do DIEESE-RS, bem como diversas lideranças da CTB-RS, como seu vice-presidente, Marcelo Freitas, também secretário estadual da Corrente Sindical Socialista SSB/RS; o secretário de Finanças, Julio Lopes; a coordenadora regional do Vale dos Sinos, Luciane Severo e também Maria Regina Knevitz, secretária da Mulher do Sindicato dos Sapateiros de Campo Bom, 2ª Sec. da FETICVERGS e integrante da direção plena da CTB-RS. Pela assessoria da Federação, o advogado Eduardo Franscisquette e Tati Meirelles estiveram presentes. 

Representando a entidade organizadora, houve a presença do diretor de formação, Tiago Souza; secretário de Finanças, Elias Mello e a diretora de Saúde e Ação Social, Silvana Selistre.

Via remota, houve a saudação do presidente nacional da CTB, Adilson Araújo; do deputado federal Heitor Schuch e do deputado estadual Elton Weber, ambos do PSB, bem como sindicalistas rurais e fundadores da CTB. 

No uso da palavra, todas as lideranças ressaltaram a importância da unidade da classe trabalhadora. Principalmente neste momento difícil de pandemia, que o trabalhador está sendo ainda mais prejudicado, com o aumento do desemprego; o arrocho salarial; a precarização dos seus horários de trabalho e de seus direitos trabalhistas (previstos na CLT); o desrespeito à carteira de trabalho, bem como o aumento da fome e da miséria na classe trabalhadora e no povo brasileiro. 

Um momento difícil, de uma pandemia que já tirou a vida de aproximadamente 450 mil brasileiros e que pede muita união. Por isso, essa filiação, desta importância federação, FETICVERGS, com um importante ramo econômico, que são os trabalhadores do calçado e vestuário, fortalecendo a luta da classe trabalhadora gaúcha, fizeram o uso da palavra neste sentido Guiomar Vidor, João Pires, Vicente Selistre, João Ricardo Schaab e Ricardo Franzói. 

Através de comentários na live, diversos trabalhadores e trabalhadoras de Campo Bom, da região metropolitana e do Interior, bem como dirigentes sindicais de outros estados, se manifestaram.

As lideranças foram unanimes também em afirmar que “cada vez mais a unidade da classe trabalhadora e de todos que lutam por justiça social é o caminho”

Fonte:

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER