Programa Escola de Hackers tem aula inaugural

Escola de Hackers
Escola de Hackers

Neste ano, a Escola de Hackers conta com novidade: a Academia White Hat

Desde de 2014 o município de Passo Fundo desenvolve o Programa Escola de Hackers. Iniciativa inédita de ensino de programação de computadores e robótica para estudantes no Brasil, a ideia se destaca pela proposta inovadora. Nessa segunda-feira (08) aconteceu a aula inaugural do programa, no auditório do Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg) da Universidade de Passo Fundo (UPF).

Neste ano, a Escola de Hackers conta com novidade:  a Academia White Hat, voltada para a terceira idade. O programa, que nasceu com a Escola de Hackers para alunos do ensino fundamental, apresenta dois desdobramentos: o Berçário de Hackers, voltados para crianças da educação infantil, a fim de trabalhar com noções básicas de lógica de programação; e a Escola de Hackers Avançada, criada para os participantes que obtiveram destaque na Escola de Hackers, com foco em desenvolver habilidades na área de robótica.

Segundo a coordenadora da Escola de Hackers e de Inovações Educacionais da Secretaria de Educação, Ivânia Campigotto Aquino, o programa é uma das principais inovações no processo ensino/aprendizagem dos alunos da rede municipal. “O programa levou para o ambiente escolar a questão da programação de computador, tão falada entre teóricos da área de educação, mas muito pouco experimentada. A Prefeitura, por meio das nossas escolas, é pioneira no Brasil nessa iniciativa, no sentido de assumir como rede municipal a programação de computadores inserido no currículo escolar”, disse ela.

Mais de 700 alunos já passaram pela Escola de Hackers, de acordo com o idealizador e coordenador científico-pedagógico do programa, Adriano Canabarro Teixeira. Neste ano, serão contempladas 12 escolas e cerca de 200 alunos, com o objetivo de aumentar gradativamente essa participação. O vice-prefeito de Passo Fundo, João Pedro Nunes, também prestigiou a aula inaugural. Para ele, “o programa está diretamente ligado ao futuro das crianças e dos jovens. A inovação e a tecnologia devem ser levadas para sala de aula”, ressaltou.

 A intenção do programa é oportunizar um espaço para o desenvolvimento de competências na área de programação de computadores e de raciocínio lógico-matemático para estudantes de escolas municipais. Entre seus objetivos, busca criar alternativas de utilização para os laboratórios de informática das escolas públicas, proporcionar atividades que visam o desenvolvimento de processos criativos, sistemáticos e colaborativos de aprendizagem e, por fim, fomentar o interesse em torno das áreas de informática e matemática.

 

O que é hacker?

O hacker é aquela pessoa que desenvolve habilidades e técnicas em qualquer área, sendo movido pela criatividade para melhorar o mundo com sua atuação.

 

Prêmios

A Escola de Hackers recebeu dois prêmios em 2015. Pelo Prêmio Líderes & Vencedores, o programa ganhou a distinção na categoria Referência Educacional. Já pelo Prêmio Gestor Público, um Certificado de Reconhecimento.

 

O programa

A Escola de Hackers é um programa de governo da Prefeitura de Passo Fundo em parceria com Universidade de Passo Fundo (UPF). A ideia surgiu no Grupo de Estudo e Pesquisa em Cultura Digital na Educação da UPF, projeto que migrou para o município.

 

(Fotos: Fabíola Hauch) 

Fonte: Assessoria

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER