Deputados do PSB fazem balanço de seus primeiros meses na Assembleia Legislativa

23/07/2019 (Atualizado em 23/07/2019 | 17:06)

Franciane Bayer e Dalciso Oliveira são os mais recentes representantes socialistas na Assembleia Legislativa. Ambos estão no primeiro mandato na casa. Confira um resumo de como eles atuaram nesses primeiros meses ocupando uma cadeira no Parlamento Gaúcho.


Franciane: 5 Frentes Parlamentares instaladas

A deputada estadual Franciane Bayer usou a tribuna do plenário, antes do recesso da casa, para fazer um breve balanço das ações do seu mandato nestes primeiros meses na Assembleia Legislativa. “Foram dias de aprendizado, onde organizamos a casa para melhor recebermos os amigos e amigas e para defendermos os interesses das pessoas que depositaram um voto de confiança em nosso trabalho”.
Em sua manifestação, Franciane afirmou que assumiu o mandato sabendo que seria um ano complicado devido às dificuldades enfrentadas pelo Estado para colocar suas contas em dia e retomar os rumos do crescimento. “Nossa bancada esteve unida na tomada de decisões difíceis, principalmente frente aos projetos do Executivo, cujo retorno não se dá de forma imediata, mas que são necessários para que o Rio Grande do Sul possa superar a crise financeira”, argumentou.
Franciane Bayer falou sobre seus projetos de lei protocolados, sendo que o PL que que incentiva o esporte canicross foi aprovado na semana passada e da Lei 15.289, sancionada no final de junho, que instituiu o Dia dos Conciliadores e Mediadores Judiciais e Extrajudiciais, a ser celebrado, anualmente, em 26 de junho. “Não se trata apenas de mais uma data comemorativa, mas do reconhecimento a uma categoria que se dedica a resolver conflitos de forma mais rápida, diminuindo custos e também a quantidade de processos em tramitação no Judiciário. Nosso próximo passo será defender a regulamentação da profissão, a normatização e remuneração destes importantes profissionais”. 
Durante este primeiro semestre, a deputada também instalou cinco Frente Parlamentares com o intuito de trazer para a Casa debates importantes para a sociedade gaúcha - entre eles, o combate ao suicídio e  valorização da vida e a diminuição da mortalidade no trânsito. A integração do transporte metropolitano também pautou suas ações neste começo do mandato, por meio de uma Comissão Especial, da qual é relatora e que em breve terá seus trabalhos concluídos. Franciane lembrou, ainda, que esteve na linha de frente dos debates sobre a liberação de bebidas alcoólicas nos estádios, com posições firmes contra a liberação que, ao seu ver, representa um retrocesso na questão da violência nos estádios. 
Por fim, ressaltou que o mandato se fez presente em dezenas de municípios gaúchos, ouvindo e encaminhando demandas e constatando as dificuldades no dia a dia das pessoas, em áreas essenciais como a infraestrutura.  “Seguiremos nossa caminhada alicerçada nos princípios que nos norteiam: a fé, a família e a vida”, concluiu.


Dalciso: em defesa do desenvolvimento
Foram quase seis meses desde o primeiro dia de trabalho. O deputado Dalciso Oliveira estreou na Assembleia Legislativa no dia 1º de fevereiro. Representante do Vale do Paranhana, deixou muito claras suas pautas desde o início do mandato.
Empresário e empreendedor oriundo das fábricas de calçados, como parlamentar ele levantou a bandeira do setor coureiro-calçadista, segmento que já representou parcela significativa do PIB do Rio Grande do Sul. Dalciso enfrenta o problema crescente do processo de desindustrialização que vem ocorrendo no Estado. “Há índices de desemprego sem controle e consequente falta de geração de renda causada, quase que na sua totalidade, pela falta de um programa adequado de desenvolvimento para o Rio Grande”, frisa.
Titular da Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável, o deputado preside a subcomissão que debate os incentivos fiscais do Estado com todas as entidades representativas do setor e do poder público. Ele também lançou a Frente Parlamentar em apoio ao setor coureiro-calçadista, buscando solução para os graves problemas que o setor vem enfrentando nos últimos 20 anos.
É preocupado com o atual cenário da política de incentivos fiscais. “Entendo que ela não é suficiente para manter a cadeia coureiro-calçadista em condições de igualdade comparada aos demais estados federados, que também produzem em considerável escala. É importante lembrar que o calçado é de expertise do povo gaúcho e está ameaçado”, alerta.
O fomento à indústria do turismo também é pauta de Dalciso. “Temos esta fonte limpa e moderna de geração de renda e emprego que precisa de uma atenção especial para contribuir melhor com o desenvolvimento do RS”, afirma. Para aprofundar o debate foi lançada, em junho, a Frente parlamentar de fomento ao Turismo gaúcho.
Recentemente, o parlamentar protocolou projeto de lei  (PL 338/2019) que institui a cidade de Igrejinha como a capital do Voluntariado, declarando, ainda, o voluntariado do município como bem de relevante interesse cultural do Estado do Rio Grande do Sul. Igrejinha promove a Oktoberfest, tradicional evento que durante todas as suas edições reuniu mais de 4 milhões de pessoas. “Esta festa é produzida por mais de 3 mil voluntários. Portanto, a cidade de Igrejinha tem propriedade pra falar do seu voluntariado. Precisamos mostrar, não apenas para o Rio Grande do Sul, mas para todo o Brasil, a importância de associar o espírito do voluntariado e seu caráter social com as manifestações culturais tradicionais em sua cidade, no seu estado”, explica Dalciso.


Fonte: Assessorias de Comunicação dos deputados

PESQUISA

ASSINE NOSSA NEWLETTER